Mantenha-se atualizado. Inscreva-se para receber as novidades e ofertas especiais da Project Company por e-mail.
CONECTE-SE
  • Facebook
Project Company Logo Branco.png

© 2019 Project Company

FAQ - PRINCIPAIS QUESTÕES RELACIONADAS AO MyIMPLANT
RESPOSTAS AS PRINCIPAIS QUESTÕES RELACIONADAS AO MyIMPLANT
 
 
Sobre o MyImplant e Sua Tecnologia RFID / NFC
Qual é a Diferença Entre RFID e NFC?

 

RFID é um nome genérico para uma série de tecnologias que permitem identificar objetos através de ondas de rádio (RF). Isto significa que muitas das tecnologias que se comunicam sem fio pode ser considerado "RFID", incluindo o telefone celular que possui vários transceptores de rádio, cada um com identificadores exclusivos (endereços MAC, IEMI, etc.).

   

Normalmente, quando alguém fala de "Etiquetas RFID", eles estão se referindo a etiquetas passivas (sem alimentação), que podem variar em frequência, capacidade de memória e características de funcionamento.

 

NFC é uma subdivisão do RFID criada pela Nokia, Sony e Philips onde suas normas são definidas pelo fórum NFC. Essas normas NFC são constituídas por duas partes básicas, tags RFID passivas (tags NFC) e dispositivos de comunicação ativos (ponto a ponto). O padrão NFC define 4 tipos diferentes de tags RFID passivas que podem ser usadas como tags NFC, baseadas em sua estrutura de memória e protocolos de comunicação (frequência, codificação, etc.). Assim, todos os 4 tipos de "tags NFC" são apenas tags RFID que foram escolhidas pelo Fórum NFC.

 

Por exemplo, uma etiqueta Mifare Ultralight é uma tag RFID passiva que opera em 13,56 mhz e se comunica usando ISO14443A. O Mifare Ultralight tem uma estrutura de memória que pode ser formatada e usada como uma tag NFC tipo 2. No entanto, o Mifare S50 1K tag também é uma tag RFID passiva que opera em 13,56 mhz e é também ISO14443A, mas não é compatível com NFC. A estrutura de memória usada pela "clássica" tag S50 Mifare 1k não é compatível com a norma NFC e, portanto, não é considerado uma "tag NFC," mesmo esta sendo comumente vendida como uma "tag NFC" por muitos fornecedores.

Sobre a Estrutura do MyImplant - Chip NTAG216 de 13.56mhz.

 

O chip é um pequeno transponder de forma cilíndrica, de 13,56 mhz de alta frequência baseado na tag NTAG216. O NTAG216 tem 888 bytes de memória programável, recursos de segurança de proteção de senha de 32 bits e é tanto ISO14443A e NFC tipo 2 complacente. O mesmo encontra-se envolto no vidro biocompatível Schott 8625, sendo que este foi aprovado pelo APP como um material de piercing seguro.

 

O chip pode ser utilizado com sistemas comerciais que trabalham com ISO14443A, bem como os mais diversos dispositivos NFC como telefones celulares, fechaduras inteligentes, leitores eletrônicos (pc, arduino e outros micro controladores) etc.​​

Quão Resistente é o Implante? (Eu pratico tiro com armas / escalada / artes marciais / combato super vilões etc.)

 

Os implantes injetáveis são encapsulados em vidro bio-seguro, porém eles não são indestrutíveis. No entanto, das centenas de chips que foram instalados com orientação correta e no local sugerido na mão (entre o polegar e o dedo indicador), ainda não encontramos nenhum relato de qualquer tipo de quebra.

 

Fora do corpo, os chips podem ser quebrados se pressionados entre alguma superfície dura. No entanto, uma vez dentro do corpo, a pele e o involucro ao redor do chip fazem um excelente trabalho de buferização contra quaisquer impactos de força bruta que possam atingir o implante.

 

Existem relatos de várias pessoas que prensaram a mão de alguma forma ou até mesmo acabaram por martelar diretamente sobre o implante sem causar qualquer tipo de dano ao mesmo.

 

Também realizamos vários testes de estresse sobre o chip, incluindo testes de força, nitrogênio líquido, vácuo e pressão. Em todos os casos, os chips não sofrerem degeneração:

 

  • Sem degradação ao ser submetido a 500N da força;

  • Sem degradação após exposição a 0.482mBar de pressão (vácuo quase perfeito);

  • Sem degradação após mergulhado por 5 segundos em nitrogênio líquido;

  • Sem degradação após exposição a 6 bar, ou aproximadamente 87 psi de pressão.

O MyImplant é Compatível Com Aparelhos Médicos Como Ressonância Magnética / Raio X etc?

 

Os implantes são compatíveis com os mais diversos equipamentos médicos e de segurança. Pessoas com chips de 125KHz e 13.56 MHz, passaram por exames de ressonância magnética do tipo 1T, 1.5T e pontos fortes de 3T, sem quaisquer complicações. Vale ressaltar que há um pequeno desfoque da imagem na área em torno do implante, mas o chip em si não se aquece ou explode ou causa qualquer tipo de reação ao equipamento.

 

Além disso, os MythBusters foram gentis o suficiente para provar esta compatibilidade na 5 Temporada, Episódio 19 - Revolução de MythBusters. Neste episódio o antigo VeriChip de 134KHz foi implantado em Kari Byron e em um pedaço de porco, sendo ambos submetidos a exames de ressonância. No episódio pode-se ver claramente a distorção da imagem ao redor do implante.

 

Aqui está um artigo do PubMed sobre compatibilidade de chips RFID com aparelhos de ressonância magnética até 3T: http://www.NCBI.nlm.nih.gov/PubMed/23763334.

 

A imagem a seguir demonstra o exame de raio-X real da mão do fundador da Project Company, o Dr. Antonio Henrique Dianin.

Existe Algum Tipo de Problema Com Sistemas de Segurança Como Detectores de Metais / Aeroportos / Tribunais etc?

 

Não existe nenhum tipo de problema com qualquer sistema de segurança. A quantidade de metal existente no chip é basicamente a mesma de um enchimento dentário, não sendo suficiente para ativar até mesmo o mais sensível detector de metais.

 

Além disso, pessoas implantadas passaram constantemente por scanners de corpo inteiro nos aeroportos dos EUA, sem relatarem qualquer tipo de problema. Por fim, o chip não é detectado até mesmo quando detectores de metais manuais são submetidos diretamente sobre o local implantado.

É Possível Rastrear o MyImplant?

Não, o chip não possui nenhum sistema de georreferenciamento acoplado (GPS), o que impossibilita a localização geográfica do implante. Além disso, ele encontra-se desligado em sua maior parte do tempo, uma vez que para ativá-lo é necessário se aproximar (3cm) de um campo eletromagnético fornecido por um leitor apropriado, como celulares com NFC, portas eletrônicas, leitores NFC de computador, etc.

Sobre o Procedimento de Implante
Por Quem os Chips São Implantados?

Sugerimos que o procedimento seja feito por um profissional de modificação corporal experiente, como por exemplo um profissional de piercer. Mesmo sendo o profissional de piercer a pessoa mais indicada para realizar este procedimento, outros profissionais como médicos, enfermeiras e profissionais da saúde também possuem a experiência necessária.

A fim de melhorar a segurança do procedimento e aumentar o acesso global a serviços profissionais em estúdios limpos e seguros, constituímos nossa rede de referência de parceiros. Encontre um profissional preparado para realizar sua implantação em nosso mapa de indicações de proffisionais de implante.

 

Os chips são vendidos pré-inseridos dentro da agulha de uma seringa descartável. Isso significa que o profissional deverá preparar a pele da mão na área do triângulo entre o polegar e o dedo indicador, em seguida, deverá levantar a mesma e introduzir a agulha sob a pele, implantar o chip e retirar a agulha. O mesmo deverá se assentar diretamente sob a derme, sendo que suturas não são necessárias.

Sobre a Regulamentação dos Implantes.

O consenso ao redor do mundo é que os implantes são caracterizados como sendo um tipo de piercer e, portanto, devem seguir as recomendações referentes aos mesmos.

Os EUA aprovaram o dispositivo para aplicações médicas desde 2004 e nunca registrou problemas quanto aos implantes. Tanto na Europa, quanto no Brasil, não existem uma regulamentação específica para esse tipo de procedimento.

No Brasil, em alinhamento com o resto do mundo, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) também recomenda seguir os procedimentos de boas práticas de esterilização e higienização padrões em estúdios de tatuagem e piercers.

Como Abordar um Profissional Para a Implantação?

 

Caso ainda não tenha qualquer tipo de contato com profissionais desta área, você pode procurar por profissionais locais para uma primeira abordagem e para obter o procedimento feito.

 

Você terá melhores resultados se seguir as seguintes etapas:

 

  • Ligue ou vá até um profissional de piercer local para agendar uma consulta. Diga que pretende conversar com ele sobre as especificações antes de decidir realizar o procedimento. Ele deve ficar feliz em lhe receber.

  • Imprima a página de FAQ ou apresente a mesma ao profissional para que o mesmo possa se informar melhor sobre o procedimento.

  • Leve sempre o produto com você, mas não espere implantá-lo no mesmo dia.

  • Explique sobre o que é o implante e porque deseja ser implantado. Dê um tempo para que o profissional possa analisar o procedimento e ler toda a documentação.

  • Talvez seja necessário visitar mais de uma loja para encontrar o melhor profissional para executar o procedimento.

  • Realize a implantação e divirta-se com seu novo chip.

 

Por favor, deixe o profissional de piercer saber que ele pode entrar em contato conosco caso tenha qualquer dúvida. Também podemos cadastrá-lo e indicá-lo em uma lista de profissionais aptos que já realizaram este procedimento anteriormente, após sua primeira implantação.

O Procedimento de Implante Dói?

 

O processo de implantação (no local sugerido e conforme orientação) é descrito como um pouco menos doloroso do que doar sangue e menos doloroso do que os típicos piercings corporais. Há uma ligeira sensação de beliscada quando a agulha atravessa a pele e é só isso. Geralmente as pessoas ficam surpresas pela pouca dor apresentada durante o procedimento.

Quanto Tempo Dura o Implante?

Uma vez que não existe nenhum tipo de bateria, o chip tem uma vida útil indefinida, podendo passar de 20 anos de utilização.

Pode-se Instalar Vários Chips na Mesma Mão, ou Instalar um em Uma Mão Com Implante Magnético?

Embora seja possível, não se recomenda que vários chips sejam instalados na mesma mão devido a problemas de interferência.

 

No entanto, pode-se seguramente instalar o chip em uma mão com implante magnético, desde que os ímãs não estejam dentro da área de comunicação do chip (geralmente 5cm).

O Implante Deixa Cicatriz?

 

Sim, mas a cicatriz é muito pequena e normalmente imperceptível após somente algumas semanas. Veja as imagens de comparação logo após a implantação e passadas algumas semanas.

Localização do Implante e Orientação.

 

Os chips NFC têm capacidade de comunicação apenas a curtas distancias, não mais de 3cm, então o usuário deve ser capaz de manipular e posicionar o implante com o maior grau de liberdade e amplitude de movimento possível.

 

Por causa de sua destreza, a mão humana é o local ideal para a implantação. Sendo indicado, mais especificamente, a área entre os ossos metacarpo do polegar e dedo indicador. Nós chamamos esta região de "triângulo" e a consideramos o local ideal pelos seguintes motivos:

 

  • Baixo risco de danificar nervos;

  • Baixo risco de danificar os vasos sanguíneos;

  • Baixo risco de danificar os tendões;

  • Abundância de tecidos moles para ajudar a absorver impactos mais bruscos;

  • Boa distância dos ossos.

 

Em última análise, o chip deve ser implantado paralelo ao osso metacarpo do dedo com pelo menos 5mm de distância do mesmo. As dobras desta região também devem ser evitadas, uma vez que tensões mecânicas da área podem causar problemas de ruptura e rejeição.

Pode-se Implantar o Chip em Outra Região do Corpo, Outra Área da Mão ou Talvez no Lado da Palma?

 

Mesmo sendo possível, não recomendamos que os chips sejam instalados em qualquer outro lugar do corpo que não seja entre o polegar e o dedo indicador. A razão para isto é que os chips são resistentes, mas não inquebráveis, ou seja, os mesmos não devem serem sujeitos a força ou estresse desnecessários. Logo, colocar o implante em qualquer outra área da mão apresenta risco adicional.

Procedimento de Implementação.

 

Assumindo que já se tenha feito toda a preparação asséptica do campo operatório e equipamento estéril, bem como a preparação antisséptica do local da incisão, de acordo com as diretrizes de melhores práticas:

 

  1. Remova o grampo de segurança do êmbolo do conjunto da injeção:

    O grampo de segurança é um clip plástico de retenção, projetado para aderir-se ao êmbolo na carcaça da seringa e evitar que a mesma seja acionada. Remova este clipe durante a preparação do material.
     

  2. Meça e marque o osso metacarpo do dedo indicador:

    Encontre os ossos do trapézio e do trapezoide, onde se encontram os ossos metacarpo do polegar e dedo indicador. Em seguida, encontre a próxima articulação interfalângica (próxima junta) do dedo indicador e meça esta distância. Usando uma caneta de marcação aceita pela indústria e segura para a pele, marque um pequeno T sobre o ponto central do osso metacarpo do dedo indicador, de modo que o topo do T fique paralelo a este osso e a perna do T aponte para fora em direção ao metacarpo do polegar.
     

  3. Marque a parte superior da "corcunda":

    Pressione o polegar lateralmente contra o dedo indicador e observe que o músculo dessa região irá formar uma pequena corcunda que se projeta ligeiramente na parte posterior da mão entre o metacarpo do dedo indicador e do polegar. Marque a parte superior desta zona com um ponto diretamente adjacente a perna da marca T que realizou anteriormente. Esta marca de "centro" irá tipicamente denotar o centro aproximado do "triângulo".
     

  4. Faça a pinça na pele:

    Segure a pele só em torno da marca central e puxe-a para longe do tecido muscular. Role a pele para tentar detectar e desalojar qualquer vaso sanguíneo.
     

  5. Escolha um lugar pelo menos 15mm à frente da marca central:

    O implante tem 12mm de comprimento, então deve-se escolher um local de incisão que esteja a frente da marca de centro a fim de garantir que haja espaço suficiente entre o local de destino e o local da incisão.
     

  6. Insira a agulha entre a derme e o tecido muscular:

    Quando pressionar a agulha na pele, certifique-se de controlar seu alinhamento horizontal (de forma a manter a agulha paralela ao osso metacarpo do dedo indicador) e seu alimento vertical (de forma a manter a agulha paralela com os tecidos da mão para garantir que não se perfure o tecido da derme ou o músculo).
     

  7. Alcance a marca central e deposite o implante:

    Gentilmente guie a agulha até cerca de 12mm além da marca de centro. Se necessário, afrouxe a aderência da pinça na pele levemente e continue a inserir a agulha. A razão para inserir a agulha até esta profundidade é que o chip normalmente moverá de volta cerca de 4mm a 6mm durante a cicatrização, ficando assim centrado logo sob a marca de centro.

    Quando a profundidade ideal é atingida, afaste a agulha 12mm, de forma que a ponta da agulha se encontre sob a marca de centro. Isso criará um espaço vazio para o chip ser implantado. Pressione o êmbolo da seringa lentamente e o chip deverá ser ejetado para preencher o espaço criado com a agulha.

    Uma vez que o êmbolo seja totalmente pressionado, deverá se sentir e possivelmente ouvir um clique, desta forma o implante terá sido totalmente expulso a ponta da agulha. Agora pode-se remover suavemente a agulha (a ponta do êmbolo é feita de plástico, e a mesma será visível na extremidade da ponta da agulha). Imediatamente, cubra a ferida com gaze estéril e aplique pressão de 2 a 5 minutos, até que pare o sangramento.

Cicatrização e Cuidados Posteriores.

 

Uma vez que o implante é colocado debaixo da pele, o sangramento provocado pela agulha deve cessar dentro e 5 a 30 minutos. Também pode ocorrer um pequeno inchaço ou irritação, que deverá desaparecer dentro de 2 a 24 horas. Após as primeiras 24 horas, pode-se lavar as mãos e tomar banho normalmente.

 

Ao longo de duas a quatro semanas de instalação, o corpo vai começar a revestir o chip com colágeno. Embora não seja necessário, para ajudar este processo pode-se tomar vitaminas que contribuam para construir colágeno e tecidos conjuntivos.

 

Durante este tempo, é recomendado que não haja atividade física intensa ou qualquer atividade que venha a colocar pressão sobre o implante. Evite cutucar o chip, praticar luta, escaladas, tiro com armas, realizar força excessiva, ou qualquer outra atividade que possa fazer com que os músculos em sua mão apliquem pressão desiguais no chip, fazendo com que o mesmo migre debaixo da pele.

 

Também pode haver experiências como momentâneo formigamento, coceira, ou sensação de belisco no local da implantação durante os próximos meses. Isto é normal, uma vez que indica que o corpo está se curando ao redor do chip.

É Fácil de Remover ou Substituir o Chip Futuramente?

 

Os chips são de fácil remoção. Ao contrário de implantes em animais, os nossos chips para humanos não são revestidos com biobond ou parylene, facilitando o processo de remoção. Para sua retirada basta uma pequena incisão de cerca de 3 a 6 mm.

Procedimento de Remoção.

 

Ainda que seja relativamente simples remover o implante, este procedimento exigirá habilidade e paciência, uma vez que o organismo forma uma cápsula fibrosa em torno do chip.

 

Não utilize pinça de metal para tentar manipular o implante enquanto dentro do corpo.

 

Assumindo que já se tenha feito toda a preparação asséptica do campo operatório e equipamento estéril, bem como a preparação antisséptico do local da incisão, de acordo com as diretrizes de melhores práticas:

 

  1. Coloque uma luva estéril na mão oposta (mão de assistência) aquela que contém o implante a ser removido.

  2. Como forma de assistência, pressione o dedo indicador da mão não implantada sobre a área de palma da mão implantada localizada logo abaixo do chip, conforme imagem abaixo.

  3. Pressione como o polegar de sua mão de assistência o outro lado da mão implantada de forma que a extremidade posterior do chip seja empurrada para baixo e a extremidade dianteira se torne visível.

  4. Marque o local ligeiramente a frente da extremidade dianteira do chip.

  5. Sem utilizar a mão de assistência, apoie a mão implantada sobre uma superfície plana. Com o auxílio de um bisturi, inicie a incisão através das camadas dérmicas cuidadosamente. A incisão deve ser entre 3 e 6mm de comprimento, perpendicular e centrada logo a frente da extremidade dianteira do chip.

  6. Mais uma vez, repita o procedimento de assistência descrito nos passos 1 e 2 com sua mão não implantada.

  7. Oriente o ângulo da lâmina a 90 graus para baixo de forma que a mesma fique paralela ao ângulo do implante. Através da incisão aberta, continue a trabalhar a lâmina na direção do chip. A cápsula de tecido fibroso ao redor do chip não permitirá que o mesmo simplesmente deslize para fora da incisão. Você terá que deliberadamente abrir o caminho através desta cápsula de tecido fibroso.

  8. Uma vez que a cápsula esteja suficientemente comprometida, o chip deslizará facilmente para fora. Sua mão de assistência pode ajudar neste processo pressionando e movendo o polegar lateralmente de forma a forçar o chip para fora através do local da incisão.

  9. Uma vez que o chip seja removido, retorne a mão implantada para posição de repouso. Neste momento, um novo implante de substituição estéril pode ser cuidadosamente colocado na cavidade. Uma vez que o novo chip foi inserido, ou se o mesmo não for mais desejado, feche a ferida com um steristrip ou sutura.

Sobre a Utilização do Implante
Como Faço a Gravação das Informações em Meu Implante?

 

Existem muitas formas de realizar a gravação de informações em seu implante, basicamente qualquer gravador de 13.56MHz consiguirá se comunicar com o mesmo.

Se essa é a sua primeira vez lidando com sistemas de NFC recomendamos utilizar um smartphone que possua a função de NFC e baixar o aplicativo NFCTools disponível na Store do celular para que possa realizar a gravação do implante através do mesmo.

Dispositivos Compatíveis.

O MyImplant foi projetado integralmente de acordo com as especificações do NFC Fórum Type 2 e especificações ISO / IEC14443 Tipo A. O mesmo utiliza a frequência de operação de 13.56MHz e possui transferência de dados de 106Kbit/s.

Todos os aparelhos celulares com NFC são compatíveis com o MyImplant.

Via de regra, todos os dispositivos que trabalharem com a frequência de 13.56MHz e modulação ID serão compatíveis com o MyImplant.

É Possível Ler o Implante Dentro do Aplicador?

 

Não, devido ao revestimento de metal do aplicador não é possível realizar a gravaçao do implante uma vez que o mesmo ainda se encontra dentro do aplicador.​ Apenas após sua aplicação será possível programar o mesmo.

É importante ressaltar que todos os implantes são testados antes de sua esterilização e que a embalagem não deve ser aberta antes do procedimento de aplicação. Uma vez aberta a embalagem, o produto não deve ser mais considerado como estéril.

Sobre as Chaves RFID.

Em geral, as pessoas acreditam que a tag deve ser programada para servir como chave aos diversos sistemas eletrônicos. No entanto, este é um equívoco comum na forma de pensar sobre a utilização de tags de RFID como chaves. Este tipo de pensamento é natural, porque essa é a forma típica que as portas tradicionais funcionam, mas é normalmente incorreto para sistema RFID.

 

Em geral, o sistema de autorização não está no programa armazenado na memória da tag, logo não existe programação a ser feita na tag a fim de se obter acesso as múltiplas portas ou sistemas. Cada tag tem um ID único (chamado UID), e essas identificações são programadas nos sistemas eletrônicos e não ao contrário. Por exemplo, se quiser que 1000 pessoas entrem pela porta A, deve-se cadastrar os 1000 IDs no sistema eletrônico da porta e não a "chave" da porta na memória da tag. Assim, se alguém perde sua tag (UID 718), basta remover o acesso da tag 718 do sistema de identificação. Esta abordagem significa que se pode usar uma mesma tag RFID com múltiplas portas e sistemas diferentes.

Em suma, para fazer seu implante funcionar como chave, basta adicioná-lo como sendo uma nova chave segundo a recomendação do fabricante de seu sistema. O mesmo irá funcionar nos mais diversos dispositivos eletrônicos que trabalham em 13,56MHz. Caso não seja você o administrador do sistema, basta pedir para o mesmo incluir o implante como sendo uma nova tag utilizando o mesmo procedimento padrão de adição de chaves em seu sistema.

Clonagem vs Emulação.

Emular significa que está se usando um circuito ativo para se passar por uma tag. Isso basicamente significa burlar o sistema do leitor para este pensar que está falando com a tag original em vez de uma placa de circuito projetada para fingir ser esta tag.

Clonagem significa copiar o UID de uma tag, bem como o conteúdo da memória de uma "tag fonte" a outra "tag alvo" de forma que as duas correspondam exatamente.​

A Posição da Project Company Quanto aos Implantes.

A Project Company se posiciona contrariamente a qualquer tipo de IMPOSIÇÃO ou OPRESSÃO quanto ao uso de implantes em seres humanos.

 

Acreditamos que todos devem ser livres para escolher qual dispositivo mais se adequa às suas necessidades. Assim, caso alguém não goste da ideia do implante ela têm inúmeras outras opções à sua disposição, como por exemplo: o nosso anel, o MyRing, que é desenvolvido com a mesma tecnologia do MyImplante ou até mesmo tags e chaveiros com tecnologia NFC compatíveis.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Caso ainda tenha algum tipo de dúvida, por favor entre em contato.